INPI concede Indicação Geográfica para renda do Cariri Paraibano

INPI concede Indicação Geográfica para renda do Cariri Paraibano

Comentários fechados em INPI concede Indicação Geográfica para renda do Cariri Paraibano
 

Publicado em 30/09/2013 – INPI:

INPI concede Indicação Geográfica para renda do Cariri Paraibano

INPI concede registro de Indicação Geográfica para renda do Cariri Paraibano

O INPI concedeu mais o certificado de Indicação Geográfica para a Renda do Cariri Paraibano, produzida por artesãs locais, representadas pelo Conselho das Associações, Cooperativas, Empresas e Entidades vinculadas a Renda Renascença do Cariri Paraibano (CONARENDA).

A Indicação Geográfica (IG) é um certificado que atesta a procedência regional e a qualidade de um produto, garantindo proteção e diferenciação no mercado. O certificado garante maior credibilidade do produto junto ao mercado e, ao mesmo tempo, potencializa o seu valor comercial. Isso porque, ao delimitar a área de produção e restringir o uso do produto aos produtores da região (normalmente reunidos em entidades representativas), a IG ajuda a manter os padrões de qualidade do produto e impede que outras pessoas utilizem o nome da região em produtos ou serviços indevidamente.

O Cariri Paraibano foi contemplado com o registro de Indicação de Procedência, que é um tipo de IG que se refere ao nome do local que se tornou conhecido por produzir, extrair ou fabricar determinado produto ou prestar determinado serviço.

O registro conferido pelo INPI à região do Cariri foi publicado na edição nº 2229 da Revista da Propriedade Industrial (RPI), em 24 de setembro de 2013. Clique aqui para baixar a publicação.

Saiba mais sobre a região:

O Cariri é uma região da Paraíba localizada na franja ocidental do Planalto da Borborema, delimitado por sete municípios, todos situados no interior do Estado da Paraíba. O Arranjo Produtivo Local da Renda Renascença se formou a partir da integração dos atores institucionais, que elaboraram um plano de ação com o intuito de organizar as mulheres rendeiras que utilizam suas habilidades manuais para complementar a renda familiar. Esse fazer artesanal pode ser encontrado na região há mais de 70 anos, sendo reflexo de uma realidade cheia de dificuldades e necessidades que as famílias caririzeiras enfrentam até hoje devido aos fenômenos desencadeados pela seca.

Fonte: http://www.inpi.gov.br/

Related Posts

Back to Top